O ensino da Lingua!!!












O JOVEM DIANTE DA LITERATURA E LEITURA

O desprezo dos jovens pela literatura e consequentemente leitura pode ter suas raízes fincadas na tradicional forma da aula de literatura brasileira, onde decora-se o nome dos autores e obras.
Diante desses métodos ultrapassados de ensino, pode-se começar a entender a falta de familiaridade dos jovens com a literatura e leitura, pois esse, se tornam meros repetidores de informações as quais não dominam.
Os professores tem que se conscientizarem que essa forma tradicional de aula não corresponde mais com as necessidade dos alunos. E que o objetivo do ensino de literatura e leitura, hoje é, desenvolver nos alunos as seguintes competências: analise de recurso lingüístico e expressivos dos textos e seus suportes, reconhecer as características dos diversos tipos de textos (poéticos, narrativos, argumentativos, opinativos e informativos),compreender as diferenças entre um texto literário e outro não literário e habilidades de leitor competente dos diversos textos representativo de nossa cultura dentre outras.
Por isso, constata-se ser necessário a adaptação da metodologia de ensino de literatura e leitura, com as novas competências a serem desenvolvidas pelos alunos.




"A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde."

 
"Viajar pela leitura

Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!"

"Leite, leitura
letras, literatura,
tudo o que passa,
tudo o que dura
tudo o que duramente passa
tudo o que passageiramente dura
tudo,tudo,tudo
não passa de caricatura
de você, minha amargura
de ver que viver não tem cura"

"A leitura torna o homem completo; a conversação torna-o ágil; e o escrever dá-lhe precisão."







BULLYING palavra de origem inglesa que significa atormentar, perseguir e humilhar alguém.


Colocar apelidos, ofender, zoar, humilhar,sacanear,bater, chutar, roubar, ferir, agredir, isolar, excluir, perseguir essas são algumas palavras relacionadas as situações de BULLYING.
       BULLYING é considerado toda forma de agressão seja ela física ou verbal, sem motivo aparente, causando em suas vítimas consequências que vão desde o âmbito emocional até consequências na aprendizagem.(FANTE, 2005).

        O bullying trata-se de um problema mundial, encontrado em praticamente todas as escolas que vem se disseminando largamente nos últimos anos, e só recentemente vem sendo estudado em nosso país.
       Os professores, e sobretudo os de língua portuguesa precisam está cientes do problema do bullying. Pois o uso "errado" da língua mãe já é motivo quase sempre nas escolas para zoações, apelidos, ofensas, as quais são formas desse mal.
       É de fundamental importância também, os professores buscarem conhecer os motivos que levam seus alunos a praticarem o bullying, pois, segundo especialistas às práticas desse mal são inúmeras e variadas, e dentre as principais destacam-se: à carência afetiva, à ausência de limites e o modo de poder e de autoridade dos pais sobre os filhos por meio de "práticas educativas" que incluem maus tratos físicos e explosões emocionais. E dessa forma será mais fácil eles desenvolverem métodos que atinjam diretamente a "raiz" do problema.
       E dessa forma concluímos ser necessário um trabalho com escola e família unidas e conscientes do problema do bullying, para assim, tentar erradica-lo ou pelo menos diminuir  as ocorrências nas salas de aulas de nosso país.



Vamos refletir um pouco sobre a convivência na escola?
               Sobre as vítimas:
1.Dá pra contar quantos bons amigos você tem na escola?
2.Você já foi maltratados por seus colegas de escola?
3.Quais os tipos de maus-tratos que você recebe?
4.Com que frequência você é maltratado na escola?
5.Onde frequentemente você é maltratado?
6.Como você se sente ao ser maltratado pelos colegas?
7.Você contou para alguém os maus-tratos recebidos?
               Sobre os agressores:
1.Você já maltratou seus colegas de escola?
2.Quais os tipos de maus tratos que você prática?
3.Com que frequência você maltrata seus colegas de escola?
4.Onde frequentemente você maltrata seus colegas?
5.O que você sente ao maltratar seus colegas de escola?
               Sobre os espectadores
1.Você já presenciou colegas praticando bullying?
2.O que você fez ao presenciar o bullying?
3. O que você sentiu ao presenciar o bullying?

4.Porque você e alguns colegas praticam o bullying?


SEGUNDA-feira tiraram meu dinheiro;

TERÇA-feira me xingaram;

QUARTA-feira rasgaram meu uniforme;

QUINTA-feira meu corpo ta coberto de sangue;

SEXTA-feira terminou;

SÁBADO liberdade.

Sábado foi o dia em que VIJAY SINGH de treze anos foi encontrdo morto, enforcado em casa, em Manchester-Inglaterra em 1997.


A Questão da Educação

A educação no Brasil melhorou muito, nos dias atuais em vários aspectos: na estrutura física, deu uma melhorada significativa (laboratórios de informática, equipamentos,etc), aumentaram os investimentos (cursos universitários,cursos técnicos, especializações,nos exemplos de pós-graduação, em equipamentos,etc) e assim por diante.Entretanto, falta algo que está além da estrutura,professores competentes que junto com a os pais incentive os estudantes, pois a metodologia  não atende a realidade destes, falta interatividade entre comunidade e escola,ou seja, ainda tem muito trabalho pela frente.
                              Alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da rede pública nos municipal de educação da cidade de Irecê


Uma solução viável é uma mudança na dinâmica dentro da sala de aula, trazendo conteúdos que façam os alunos interagir uns com os outros,com o professor e a instituição, seja com música,teatro,algo que chame a atenção dos estudantes dentro do espaço do cotidiano deles.A comunidade não participa das atividades da escola,não se junta a ela como uma parceria para melhorar nas interatividades em que os estudantes participam.

                                Alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal de educação da cidade de Irecê.


A educação deve visar a autonomia dos estudantes.A responsabilidade cabe a pais e professores transformá-los em cidadãos e críticos,sabendo agir sozinhos conscientemente dentro da sociedade,isto em tese,pois não é esta a visão que fazemos hoje. De alguma forma deve-se pensar que toda a sociedade é responsável,pois hoje os pais colocam(jogam) toda a responsabilidade de educar e orientar seus filhos,para os professores que assumem o papel de educar estudantes problemáticos,que são estimulados a não acreditarem na educação,pois os educadores não se interessam pelo o que os alunos pensam ou querem ou ainda o contexto social em que estão inseridos,simplesmente colocam o assunto e eles teem que aprender ,ou seja ,são obrigados a saber ou então ficam desorientados,assim perdem o interesse em ir para a escola,porque para eles se torna uma coisa chata e pesada.O ensino deve ser agradável,lúdico,para encantar os aprendizes e ajudá-los a se apropriarem dos saberes que podem favorecer a sua integração com o mundo e as pessoas,produzindo assim felicidade e não tédio.
 Alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal de educação da cidade de Irecê.

Falta saber envolver os alunos nos saberes necessários, pelo fato do que se observa hoje na educação, os professores passam um assunto os alunos fingem que aprende, no instante seguinte já esqueceram ou não entendem o porque do  professor estar passando certo assunto, pois tanto os educadores quanto os alunos não acreditam na educação.
Alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal de educação da cidade de Irecê.
A educação só pode dar certo se os professores e aprendizes acreditarem nela e serem os protagonistas de suas ações, o professor tem que buscar e acompanhar o contexto social dos alunos para conhecer a realidade desses e levar assuntos do seu interesse com perspectiva de mudança para  que os aprendizes possam participar e começar a pensar que a educação é um caminho que vai lhes orientar nos caminhos que eles querem trilhar,porque o conhecimento não pode ser uma coisa que se impõe e se algo que se constrói ao longo de determinado tempo, para crescimento pessoal, moral e de um profissional crítico, ativo e de visão social. Pois como formaremos um futuro médico? se não o fizermos perceber que ele pode, porque depende dele  mudar a própria realidade, pelo fato do professor estar na sala de aula para trabalhar com pessoas capazes, nesta questão entra também o preconceito social,desde pequeno a criança pobre fica sabendo que só quem se forma em faculdade é “gente rica,que possui muitos recursos”,pelos pais ou pela sociedade,por isso a função de incentivo depende da escola,pois como quer que se aprenda se não se acredita no ensino? o professor tem que levar a esperança de um futuro melhor para os aprendizes e conscientizá-los de que eles são capazes e podem mudar a realidade vivida e transformá-la de acordo com o sistema em que pertencem,usando o conhecimento passado por ele para driblá-lo.

Alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal de educação da cidade de Irecê.
Disccentes:Elivânia,Juliete,Liliana,Michelle,Maria Aparecida e Rosana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário